Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2018

Caixa responde às dúvidas das famílias atingidas pelas tragédias de Petrópolis

Convidada para participar da Audiência Pública promovida pela Associação dos Moradores do Aluguel Social dia 15 de março na UCP, a gerência da Caixa Econômica em Petrópolis enviou o sr. Petrônio Garcia para representá-la. Para comparecer à Audiência o representante da Caixa adiou compromisso firmado anteriormente devido "à importância da Audiência para a Caixa e para as famílias atingidas", como explicou o sr. Petrônio. Na Audiência Pública foram apresentadas pelo presidente da Associação, sr. Marcos Borges Sagati, aos representantes da Prefeitura, do governo do Estado e à Caixa as dúvidas das famílias atingidas pelas tragédias, resumidas em 16 (dezesseis) perguntas elaboradas na reunião promovida pela Associação dos Moradores do Aluguel Social dia 1 de março na Casa dos Conselhos. Na Audiência, ao mesmo tempo em que respondia de viva voz as perguntas apresentadas, o representante da gerência de Petrópolis da Caixa Econômica Federal entregou à direção da Associação as

Eu, você e Petrópolis: quanto lixo!

Problema antigo, sempre empurrado “pra baixo do tapete”, o lixo e sua destinação precisam ser encarados com mais seriedade e responsabilidade para evitarmos um colapso que se prenuncia com as constantes crises ambientais enfrentadas, geralmente, com soluções paliativas. Em Petrópolis não é diferente, e a recente tromba d’água que atingiu principalmente a região do Caxambu deixou à vista de todos/as uma imensa quantidade de lixo por toda a margem do Piabanha, principalmente ali onde o rio corta o bairro de Correas. E foi nessa ocasião que um imenso debate tomou conta das redes sociais em nossa Cidade. Tinha gente reclamando de tudo: da população que joga o lixo nas ruas de qualquer jeito; do prefeito que não providencia o recolhimento desse lixo; da empresa que não atende com a mesma presteza as diversas regiões de Petrópolis... Enfim, muitas reclamações, muitas defesas de seus próprios pontos de vista, bastante sectarismo a ponto de não admitir que “o/a outro/a” possa ter alguma

Melancolia tropical - Reflexões para um dia muito triste e chuvoso

Nestes tempos de incertezas, com a tentativa de Temer de desviar a atenção sobre seu desgoverno com mais um factóide - a militarização do Estado do Rio de Janeiro que tem aumentado o número de mortes nos conflitos -, publicamos mais uma análise de Ciro Moroni Barroso, n osso observador na Pedra da Urca. As principais questões políticas do momento não estão nas pautas nem nos papos... Muito mais que as "lutas" num sentido da defesa das paixões e valores populares = é preciso tratar das causas: Soldadinhos  de chumbo no Aterro do Flamengo O movimento mais importante de todos seria gastar estes 3 bilhões [e muito mais] para fazer a realocação dos moradores que estão nas "favelas" [criando-se vilas no interior com pequena indústria, agricultura, centros artísticos/educacionais] = o problema maior é que as grandes "favelas" não são mais por causa da pobreza, ao contrário, é o acesso a eletrodomésticos, carro, comércio, que cria o ajuntam

Audiência Pública procura sanar dúvidas de famílias atingidas por tragédias em Petrópolis

Foi realizada no dia 15 deste mês, no Salão Nobre da UCP, a segunda Audiência Pública promovida pela Associação dos Moradores do Aluguel Social, com a intenção de esclarecer as dúvidas das famílias atingidas pelas tantas tragédias de Petrópolis, e que ainda hoje aguardam suas novas residências. Dentre elas, 752 (setecentos e cinquenta e duas) recebem o aluguel social do governo do Estado, e 400 (quatrocentas) recebem o benefício da Prefeitura, enquanto muitas outras continuam sem assistência e tendo que arcar com o custo do aluguel depois de perderem suas casas próprias. A Audiência Pública contou com representantes de mais de 140 famílias. A Audiência foi precedida por outra reunião, também promovida pela Associação, e que aconteceu dia 1 de março na Casa dos Conselhos. Nessa reunião, com a participação interessada de mais de quarenta famílias, foram elaboradas as questões para serem encaminhadas aos integrantes da mesa na Audiência Pública do dia 15. Foram elencadas 16 (dez